ALMAS ESPECIAIS

Cadastre-se e receba novidades por email

Ocorreu um erro neste gadget

DIVULGUEM - Associação Mineira de Hipertensão Pulmonar

28 agosto 2011

Por que engordamos?

Imagem google

A maioria das pessoas com certeza tem a resposta na ponta da língua: engordamos porque comemos mais do que o nosso corpo precisa para obter energia. Pois é, não é tão simples assim.

Hoje já se sabe que são vários os fatores que leva uma pessoa a engordar, como:

Fatores genéticos – a predisposição genética faz com que a pessoa acumule gordura com mais facilidade. Isto pode ocorrer mais cedo, na infância ou adolescência ou mais tarde já na fase adulta.

Comportamento familiar – se a família não possui hábitos alimentares saudáveis, isto com certeza facilita o ganho de peso.

Estilo de vida sedentário – a falta de exercício condiciona a um gasto menor de energia e ainda faz com que o metabolismo funcione mais lentamente. Quanto menos energia for gasta, maior será o aculo de energia na forma de gordura.

Não manter uma rotina alimentar regular – o nosso organismo é inteligente e por isso não adianta tentar aquelas dietas mirabolantes. Pular refeições ou ficar intervalos longos sem se alimentar, isto só favorece o ganho de peso.

Comer mais do que precisa – muitos comem como se o mundo fosse acabar naquele momento e o pior, come alimentos sem nenhum valor nutricional. O resultado, gordura acumulada.

O IMC - Índice de massa corpórea, é utilizado como medida para se determinar se uma pessoa está abaixo, em seu peso ideal, ou acima do peso. Calcule o seu IMC e compare com os índices e veja como você esta.


IMC CLASSIFICAÇÃO
Abaixo de 18.4 Abaixo do peso
18.5 – 24.9 Peso normal
25.0 - 29.9 Sobrepeso
30.0 - 34.9 Obesidade Grau I
35.0 - 39.9 Obesidade Grau II

Acima de 40 Obesidade Grau III

Para fazer o cálculo do IMC basta dividir seu peso em quilogramas pela altura ao quadrado (em metros).

Por exemplo, se você pesa 58Kg e mede 1,56m, você deve utilizar a seguinte fórmula para calcular o IMC:

IMC: 58/1,56x1,56
IMC: 58/2,43
IMC = 23,86 – Parabéns você está em seu peso normal

Fique atenta(o), também, a sua circunferência abdominal, pois apesar de estar em seu peso normal, uma circunferência abdominal fora do indicado pode favorecer ao aparecimento de doenças, como por exemplo o infarto agudo do miocárdio.

A circunferência abdominal é um método simples e representativo da gordura acumulada no abdômen. Representa quando associada a outros fatores como, diabetes, hipertensão, colesterol e triglicerides alto e obesidade, alto risco para desenvolver a síndrome metabólica. A SÍNDROME METABÓLICA (SM) caracteriza-se pela associação, num mesmo indivíduo, de dislipidemia, diabetes mellitus do tipo 2 ou intolerância à glicose, hipertensão arterial e excesso de peso ou obesidade.

Esta medida é facilmente realizada: utilizando uma fita métrica não elástica, a circunferência abdominal é medida na altura da cicatriz umbilical (umbigo).

Após realizar a medica veja se você esta correndo algum risco:

Homens: >102 cm
Mulheres: > 88 cm

Com o culto a beleza muitas vezes ditada pelos estereótipos das passarelas de moda, surgem no mercado inúmeras dietas com promessas de perda de peso rápida e saudável, mas não se enganem uma dieta saudável e sem a ocorrência daquele indesejável efeito sanfona é aquela obtida através do acompanhamento médico e associada com exercícios físicos, quando recomendado.

De acordo com o Endocrinologista Dr. Guilherme de Azevedo Ribeiro, autor do livro Dieta Nota 10, que acompanha diversas atrizes famosas, o diferencial, da dieta das notas, é a liberdade para montar o próprio cardápio. As escolhas são baseadas no gosto de cada um. Nenhum alimento é proibido. Dentre as famosas está à atriz Carolina Dieckmann que eliminou 30 Kg adquiridos na gravidez, graças à dieta das notas,

Segundo a dieta, cada alimento possui um determinado número de notas. E cada pessoa, dependendo da altura e sexo, deve consumir um determinado número de notas para conseguir perder peso.

Ainda, de acordo com o endocrinologista, você pode comer de tudo e perder os quilos que deseja. Porque emagrecer é simples, apesar de não ser fácil. Emagrecer, e se manter no peso ideal, exigem mudar os hábitos alimentares. E, até que os novos hábitos se transformem em nova rotina, a disciplina é fundamental.

Vale ressaltar que existem varias dietas no mercado, mas nenhuma delas substitui o acompanhamento de um profissional de saúde, ou seja, hábitos alimentares saudáveis e exercício físico.

Acesse o livro Dieta nota 10: http://images.sabrinamix.multiply.multiplycontent.com/attachment/0/R4pdegoKCrIAABUQBO41/Dieta_Nota_10.pdf?nmid=77447619


Referencias


FREITAS, Marcos S.M.. Por que engordamos. Disponível em: http://www.drmarcossandoval.com/livro/Livro_-_Tudo_o_que_voce_precisa_Saber_-_Capitulo_3_web.pdf.


HCOR – Hospital do coração. Saiba como classificar sua circunferência abdominal. Disponível em: http://www.hcor.com.br/nutricao/circunferencia_abdominal.asp.

MATOS, Amélio F. Godoy; MOREIRA, Rodrigo O.; GUEDES, Erika P.. Aspectos neuroendócrinos da Síndrome metabólica. Arq Bras Endocrinol Metab , São Paulo, v. 47, n. 4, agosto 2003. Disponível em .

RIBEIRO, Guilherme de Azevedo. 5ªed. Dieta nota 10: comer e emagrecer é mais simples do que se imagina / Guilherme de Azevedo Ribeiro. - 5ªed. – Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006. Disponível em: http://images.sabrinamix.multiply.multiplycontent.com/attachment/0/R4pdegoKCrIAABUQBO41/Dieta_Nota_10.pdf?nmid=77447619

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui suas Falas da alma. Obrigada e volte sempre.

VOLTE SEMPRE

Leve-me com vc - Presente da Majoli

Loading...