ALMAS ESPECIAIS

Cadastre-se e receba novidades por email

Ocorreu um erro neste gadget

DIVULGUEM - Associação Mineira de Hipertensão Pulmonar

15 dezembro 2009

CANÇÃO DE AMOR

Clecilene Carvalho
imagem google
Quem disser que a tristeza não pode ser bonita;
Não conhece a escrita e rima que vem do coração;
A dor que maltrata retrata com tanta precisão, aquilo que machuca;
Em forma de poema, quase uma canção.

O corpo que fala exala a falta que sente;
Do corpo do outro que esta ausente;
E frio que queima não esquenta a alma;
Mas esfria o coração.

O silêncio faz lembrar o vazio presente;
A saudade reafirma a solidão;
O coração que sangra ainda quer sentir amor;
Ele não tem medo da dor.

A coragem que vem do sofrimento;
Em alguns causa tormento;
Mas quem conhece o amor;
Teme, apenas, a dor de não poder amar.

11 comentários:

  1. Sua borboletinha aí é linda demais!Curta bastante,passa tão depressa...
    Seu poema hoje fala lindamente da dor, da tristeza, que colocada em versos tem sua beleza né?!Toda falta dói até que um dia passa e a gente cresce,aprende e não sofre mais por amor. Tristezas sempre haverão quando algo termina,mas, sofrer, ficar diluida... Quando a gente amadurece, não ficamos mais. A Gente compreende que o amor é nosso.Escolhemos para quem dar e se o "outro" não quer receber ou não quer mais,ele volta pra gente.Dói a rejeição,mas,quando passa estamos inteiras de novo. Amar sempre! Quantas vezes julgarmos que nossas escolhas são certas. Seu poema é lindo! O amor é mesmo um canção! bjão e muito obrigada por seu carinho.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Clecilene: sempre achei muita beleza na tristeza, é uma beleza solitária e sofrida, mas cheia de emoções e sentimentos que nos fazem crescer. Belo poema, fala da vida como ela é.
    Obrigada por tua sempre querida presença, amiga.
    Que tenhas um belo Natal cheio de coisas verdadeiras.
    Um grande beijo e meu carinho.
    Tais luso

    ResponderExcluir
  3. Meninas obrigada pela visita.
    Elaine mudei o titulo da foto, gostei de borboletinha.

    Beijos no coração de vocês.

    ResponderExcluir
  4. A dor de não poder amar, lindas verdades, em seus doces versos...

    Parabéns, por sua filhinha é linda, tabém tenho uma borboletinha, que enfeita o meu jardim...

    Gostei muito de seu cantinho seatrei te seguindo....

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá Clecilene,

    Esta canção que fala de amor
    fala de sofrimento e tristeza
    transporta consigo alguma dor
    mas o poema tem muita beleza

    um beijo,José

    ResponderExcluir
  6. texto interessante A coragem que vem do sofrimento;
    Em alguns causa tormento;
    Mas quem conhece o amor;
    Teme, apenas, a dor de não poder amar.
    adorei minha amiga
    bjs

    ResponderExcluir
  7. lindo post, lindo blog.
    Gostei daqui.
    Tenha um ótimo dia.
    Maurizio

    ResponderExcluir
  8. Que lindo Clecilene. Da onde veio?
    Gostaria de te enviar minha mensagem de Ano Novo, mas como não estou localizando teu e-mail, te convido a me visitar, no www.recriandovinculos.blogspot.com e ver esta mensagem.

    abraço
    até mais!

    ResponderExcluir
  9. Clecilene querida, obrigadão pela visita e para este passarinho lindo que assoprou para vc.

    Venha sempre que for possível, bjs do Zé Carlos

    ResponderExcluir
  10. Por mais dificeis situações que a vida noscoloca nunca deixaremos de amor pois o amor realmente supera barreiras, paz.

    ResponderExcluir
  11. Sobre o comentário nos "Morros Molhados" Realmente amiga, choro muito de alegria, de emoção, então eu quis fazer a trajetória da lágrima. As janelas dos olhos...O sorriso da porta,da boca...Não sei se consegui passar a idéia,mas,sei voce entendeu né?!Adorei que tenha comentado e desejo que seus morros se inundem de alegria e felicidade, bjão

    ResponderExcluir

Deixe aqui suas Falas da alma. Obrigada e volte sempre.

VOLTE SEMPRE

Leve-me com vc - Presente da Majoli

Loading...