ALMAS ESPECIAIS

Cadastre-se e receba novidades por email

Ocorreu um erro neste gadget

DIVULGUEM - Associação Mineira de Hipertensão Pulmonar

14 outubro 2009

Glaucoma

O glaucoma é causado por diferentes enfermidades que, na maioria dos casos, levam um Um aumento da pressão intra-ocular que lesa o nervo óptico e conduz a uma perda progressiva da visão. É uma das principais causas de cegueira que poderia ser evitada com diagnóstico precoce Através de exames oftalmológicos periódicos e controle da pressão intra-ocular. A freqüência com que ocorre a doença e dificuldade de diagnóstico precoce, que faz do glaucoma um importante problema de Saúde Pública. Estima-se que existam 67 milhões de portadores de glaucoma mundo. No Brasil atinge mais de 900 mil e 80% destes são assintomáticos, quando diagnosticados, já apresenta danos definitivos na visão. O glaucoma não tem cura, mas, pode ser controlado com tratamento Adequado e contínuo. (ABRAG)
O nervo óptico, formado por mais de um milhão de células nervosas, é responsável por transmitir uma informação visual da retina ao cérebro. Como aumento da PIO as células nervosas são comprimidas, estas podem sofrer danos ou serem destruidas, resultando em perda progressiva da visão ou até cegueira.
Nervo óptico normal/integro

As camaras oculares são preenchidas por um liquido - humor aquoso, sua Função principal é a nutrição da córnea e do cristalino, além de regular uma pressão interna do olho.
O glaucoma pode afetar qualquer pessoa, mas existem aquelas que possuem um ou mais fatores de risco, capazes de levar ao desenvolvimento da doença. Os fatores de risco são: pressão intra-ocular elevada, hipertensão, idade acima de 40 anos, diabetes, histórico familiar, raça negra, tratamento com esteróides e / ou altos graus de miopia. Sobre os fatores de risco, há necessidade de seguimento da terapia adequado, da monitoração contínua do nervo óptico, da camada de fibras nervosas e do campo visual.
O glaucoma pode ser classificado segundo os Mecanismos de obstrução da drenagem do humor aquoso. A obstrução pode estar localizada entre a íris eo cristalino sem ângulo da câmara anterior, na malha trabecular, no canal de Schlemm ou na drenagem venosa do olho. O glaucoma pode ser classificado em: primário de ângulo aberto, glaucoma de pressão normal (baixa tensão), primário de ângulo fechado, congênito e secundário.


Pense em seu olho como em uma pia, na qual a torneira e o ralo permanecem permanentemente abertos. O humor aquoso está constantemente circulando através da câmara anterior. É produzido por uma pequena "glândula", chamada corpo ciliar, situada atrás da íris. O aquoso flui entre a lente e a íris e, após nutrir a córnea e a lente, flui para fora através de um tecido esponjoso e fino chamado malha trabecular, que serve como o ralo (escoamento) do olho.
Quando o ralo da pia entope, o aquoso não consegue deixar o olho tão quanto é produzido, causando um fluxo retrógrado. No entanto, como o olho é um compartimento fechado, a pia não transborda; ao contrário, o fluxo retrógrado causa aumento da pressão intra-ocular.
Para entender como o aumento da pressão afeta o olho pense em seu olho como se fosse um balão. Quando muito ar é soprado para dentro de um balão, a pressão aumenta, causando seu estouro. Mas o olho é resistente demais para estourar. Esta pressão aumentada passa a atuar sobre uma parte mais fraca do olho ponto, o na esclera onde o nervo óptico deixa o olho. (Dr. Leôncio Queiroz Neto).
Obter Para mais informações clique no título.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui suas Falas da alma. Obrigada e volte sempre.

VOLTE SEMPRE

Leve-me com vc - Presente da Majoli

Loading...