ALMAS ESPECIAIS

Cadastre-se e receba novidades por email

Ocorreu um erro neste gadget

DIVULGUEM - Associação Mineira de Hipertensão Pulmonar

19 fevereiro 2010

Devaneios?

Clecilene Carvalho imagem google
Fugir... Não mais! Vou
Pousar no chão duro ou macio
Repousar? Talvez, mas sem dor
Encontrarei o equilíbrio do amor.

Vou tocar a felicidade
Com uma leveza sem igual
Naturalmente e bem humana
Respeitando o medo que ela causa.

Vou sorrir copiosamente
Do jeito que não se entende
Nem se deixa entender
Vou varrer toda dor.

Sou forte, tenho coragem
Sou mulher guerreira em busca de paz
Não fico parada esperando
Busco o que quero e tenho.

16 comentários:

  1. Tocar a felicidade com leveza, buscar o que se quer... disse bem. Lindo texto. Ótimo final de semana. Abraço/ney.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, um texto motivacional por demaais!
    Adorei as dosagem de coragem que ele traz, eu estava mesmo precisando!
    Bom fds pra vc!

    ResponderExcluir
  3. Minha querida amiga
    Adorei o tom de esperança do seu poema...lindo.


    Sou forte, tenho coragem
    Sou mulher guerreira em busca de paz
    Não fico parada esperando
    Busco o que quero e tenho.

    Assim mesmo.

    beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  4. Gostei de ver essa auto estima no topo,esse poema de coragem,de fé de dar a volta por cima, quando a felicidade no entanto está dentro, é um estado de espírito e tocá-la com leveza também é sinal de não querer perdê-la,de valorizá-la como nunca antes fez. Amei! Montão de bjs poetisa!

    ResponderExcluir
  5. Eu realmente gostei da sua poesia .. Eu segui-lo e você ligar para o meu blog ..

    Um beijo ..

    Un abrazo
    Saudação fraterna ..

    Tenha um belo domingo ..

    ResponderExcluir
  6. Desse jeito minha querida, você me ajuda e muito viu?
    Também estou colocando em prática essa auto-estima, e você é uma guerreira, vai chegar lá.

    Beijos com carinho imenso.
    Linda semana.
    Gosto muito de ti.

    ResponderExcluir
  7. Muito bonito e muito forte, parabéns!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  8. Oi Clecilene, obrigada pela visita e comentário.

    Que poema profundo, tirado da alma, parabéns!

    Virei mais vezes para ler seus poema, que gosto muito.

    Um beijo e uma ótima semana para você.

    ResponderExcluir
  9. É certo que não deves fugir jamais... Nunca! E se acaso fugires... Não deixe que te alcancem!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  10. Guerra é bom. É progresso, sem elas poucas invenções humanas existiriam, nem a Internet, que tinha aplicações militares antes do povo aceder.

    Belo poema.

    Consegui adicionar este blog aos links do meu, voltarei, boa semana

    ResponderExcluir
  11. Agradeço pela visita ao meu blog, estou lhe seguindo para manter o contato, boa semana!

    ResponderExcluir
  12. Gostei de ver!
    Essa é a idéia, correr atrás do que se quer
    ao invés de ficar esperando de braços cruzados!
    Adorei seu blog!

    ResponderExcluir
  13. Oi querida!
    Fantástica a frase "respeitar o medo que a felicidade causa". Uau!!!
    Todo mundo quer ser feliz, mas ninguém sabe como lidar com a felicidade, por isso ela causa medo (embora as pessoas não saibam disso). E é esse medo que acaba paralisando e não deixando que a gente caminhe. Saber que este medo existe e respeitá-lo é fundamental! E vc está tendo consciência disso, minha amiga. Por isso a garra de ir buscar o que vc quer.
    Coloquei post novo, continuação do primeiro.
    Bjusss

    ResponderExcluir
  14. Parabéns Clecilene, adorei sua escrita!
    " Fugir... Não mais! Vou
    Pousar no chão duro ou macio
    Repousar? Talvez, mas sem dor
    Encontrarei o equilíbrio do amor."
    Verso harmônico, forte...estilo limpo, simples!
    Voltarei para ler mais! Abraço forte.

    ResponderExcluir

Deixe aqui suas Falas da alma. Obrigada e volte sempre.

VOLTE SEMPRE

Leve-me com vc - Presente da Majoli

Loading...