ALMAS ESPECIAIS

Cadastre-se e receba novidades por email

Ocorreu um erro neste gadget

DIVULGUEM - Associação Mineira de Hipertensão Pulmonar

29 dezembro 2009

Como o CARVALHO...

(autor desconhecido)
Fonte: Criando passaros e sonhos

Todas as vezes que nos deparamos com problemas em nossa vida, observamos o quanto somos frágeis. As alegrias se vão e só fica a verdade de que somos impotentes para lidar com adversidades que surgem no decorrer de nossa existência. Deus nos deixa lições interessantes em sua criação para nos mostrar o contrário, que o homem foi criado forte e que essa força é sempre adquirida e absorvida dessas situações adversas. Você conhece uma árvore chamada CARVALHO? Pois é, essa árvore é usada pelos botânicos e geólogos como um medidor de catástrofes naturais do ambiente. Quando querem saber o índice de temporais e tempestades ocorridas numa determinada floresta, eles observam logo o carvalho (existindo no local, é claro), que naturalmente é a árvore que mais absorve as conseqüências de temporais. Quanto mais temporais e tempestades o carvalho enfrenta, mais forte ele fica! Suas raízes naturalmente se aprofundam mais na terra e seu caule se torna mais robusto, sendo impossível uma tempestade arrancá-lo do solo ou derrubá-lo! Mas não pense que os cientistas precisam fazer essas análises todas para saber isso! Basta apenas eles olharem para o carvalho. Por absorver as conseqüências das tempestades, a robusta árvore assume uma aparência disforme, como se realmentetivesse feito muita força.Muitas vezes uma aparência triste! Cada tempestade para um carvalho é mais um desafio a ser vencido e não uma ameaça! Numa grande tempestade, muitas árvores são arrancadas, mas o carvalho permanece firme! Assim somos nós. Devemos tirar proveito das situações contrárias à nossa vida e ficar mais fortes! Um pouco marcados. Muitas vezes com aparência abatida, mas fortes!!! Com raízes bem firmes e profundas na terra! Podemos, com isso, compreender o que o nosso PAI maravilhoso quis nos ensinar, quando disse que podemostodas as coisas naquele que nos fortalece. E também a confiança do rei Davi quando cantou:- “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte eu não temerei mal algum, porque TÚ estás comigo... "Por isso quando olhar pela janela o lindo alvorecer, lembre-se de que não há medo com as dificuldades do dia, porque DEUS está conosco! Ele nos protege! Se você está passando por lutas muito grandes por estes dias, pense que (como o carvalho)... é só mais uma tempestade que o tornará mais forte.
Carvalho é meu sobrenome, rsrsrs.

22 dezembro 2009

Aos amigos da blogosfera



Vim agradecer a todos
Que por aqui passam
Posso dizer que fazem
Parte da minha família.

Sim, amigos é uma família
E mesmo distantes
Fazem-se presentes nas palavras
Pois gosto de ler o que escrevem.

Inspiram-me também a escrever
Os blogs que me acompanham
Os que acompanho
Contribuem para o meu saber.

Consigo sentir nas palavras
A alegria, a dor, a saudade, à vontade,
A indignação, o apelo, o afago, o amor,
A amizade, o desejo, o carinho...

Que bom conhecê-los
Realmente tenho o que agradecer
Pessoas que moram distantes
Fazem-se tão presentes.

Há momentos em que me sinto
Mais perto de vocês do que
Dos que estão por perto
Isto sim é amizade.

O carinho dos comentários
Fizeram-me ter vontade
De mais poemas escrever
Hoje até sonho no que posso dizer.

Agradecimentos:A Força e a Beleza de Ser Mulher
Amanda Ventura
Analisi Completa Il Blog
Andréia Reis
Ave Sem Asas
Blog A Casa do Zé Carlos
Blog do Ney
Brasil Viagem
Carlos Albuquerque
Casa da Poesia
Clecimone Carvalho
Cor de Rosa Choque
Curiosa
Das Artes
Estejamos em Paz
Ivanir Batista
Jones do Além
Mara Mel
Meu Caderno de Poesias
Meu Mundo Quadrado
Nas Asas da Coruja
ONG Alerta
Rabiscos da Alma
Reflexões e Outras Divagações
Renato Baptista
Serei@
Veja Blog
Zeze MendezEsta foi à forma que encontrei de desejar a todos um feliz natal e um prospero ano novo.
Beijos no coração.

21 dezembro 2009

O GOSTO

Clecilene Carvalho
Imagem google

O teu beijo tem um gosto
Que não consigo decifrar o sabor
Em momentos causa arrepios
Em outros causa dor.

Deixa na boca o doce
No corpo o desejo
Não me contento com um
Preciso de mais beijos.

O toque aveludado
O suspiro acelerado
Os lábios molhados
O corpo entrelaçado.

De repente a saudade
Aumenta o sofrer
Sinto o gosto amargo
Sinto falta de você.

A boca que beija
Diz palavras que prefiro esquecer
Há momentos em que me deseja
Em outro parece não querer me ver.

Um dia direi adeus
Não sentirei saudades suas
Pegarei de volta o amor
Que dediquei a você.

Espero então o dia da
Liberdade alcançar
Buscarei a felicidade
E irei encontrar.

18 dezembro 2009

PALHAÇO

Clecilene Carvalho
imagem google

O nariz vermelho
A cara pintada
A roupa riscada
De cor avivada;

O sorriso intenso
A brincadeira inocente
Que faz rir a criança
E também toda a gente;

A torta na cara
A flor que exala água
O coelho tirado da cartola
A graça de antes, já não é a de agora;

O homem pintado fica assustado
Lembra de um tempo
Em que todos ficavam animados
Quando contava uma anedota;

Mas rir agora nem com a torta
Fecharam a porta da alegria
Todos parecem querer ficar escondidos
Dentro da sua própria cara pintada.

15 dezembro 2009

CANÇÃO DE AMOR

Clecilene Carvalho
imagem google
Quem disser que a tristeza não pode ser bonita;
Não conhece a escrita e rima que vem do coração;
A dor que maltrata retrata com tanta precisão, aquilo que machuca;
Em forma de poema, quase uma canção.

O corpo que fala exala a falta que sente;
Do corpo do outro que esta ausente;
E frio que queima não esquenta a alma;
Mas esfria o coração.

O silêncio faz lembrar o vazio presente;
A saudade reafirma a solidão;
O coração que sangra ainda quer sentir amor;
Ele não tem medo da dor.

A coragem que vem do sofrimento;
Em alguns causa tormento;
Mas quem conhece o amor;
Teme, apenas, a dor de não poder amar.

12 dezembro 2009

TODOS OS AMORES

Clecilene Carvalho

Imagem google

Sinto por você um amor tranqüilo;
Não! Ele não é pequeno;
É verdadeiro, companheiro e amante;
Daqueles para durar uma vida inteira.

Dentro de mim cabem muitos amores;
Amor de mãe, de irmãos, de amigos...
É meu coração é grande;
Mas às vezes é pequeno.

Mentiria se dissesse que dentro de mim não tem ressentimentos;
Os ignoro, mas em momentos não dá para simplesmente fingir não senti-los;
Sou tomada por dores de amor, de saudade, de vontade, de vaidade até;
Já senti raiva de ti, quis até não vê-lo mais.

Claro que sinto falta daquele amor;
Que arrebata, faz tremer, que o corpo queima;
Então a dor sentida não é de dor é de prazer;
Por isso busco em você, alem do amor sereno, outros amores.

11 dezembro 2009

Insigth

Por clecilene Carvalho
Imagem google

Acordei quando percebi que a vida não é feita apenas de sonhos;
Dormia quando percebi que os sonhos, bons, nos fazem acordar mais felizes;
Parada, olhando o tempo, percebi que ele pode ser cruel;
Corria quando notei que era preciso parar e aproveitar bem o tempo.

Odiei o amor porque a dor que sentia fazia sangrar;
Amei quando percebi que sem ele a vida é muito vazia;
Culpei quando não era capaz de alcançar o que desejava;
Agradeci quando percebi que nada é por acaso.

Senti solidão mesmo estando rodeada de pessoas;
Fiquei cheia de graça mesmo estando sozinha;
Fugi por pura covardia;
Lutei para ter coragem.

Verbalizei o silencio para que a voz pudesse gritar;
Gritei e não fui ouvida;
Aprendi a ouvir para que escutassem minha voz.

09 dezembro 2009

Educação - responsabilidade de todos!




Trabalhei em uma escola, como mesaria, nas últimas eleições, mas isto não é o assunto interessante, o que me deixou assustada/surpresa foi os dizeres de um bilhete afixado ao lado do quadro, ele dizia que: é proibido jogar papel no colega e no professor; é proibido morder, chutar e xingar o professor; é proibido quebrar as carteiras... Nossa, pensei estar em outro ambiente, pois estudei ali. Sei que foi há alguns vários anos, porém não havia justificativa. É preciso educar para a paz e urgente! Os pais estão delegando as escolas/docentes o seu papel de educador, fato lastimável. A instituição familiar esta em decadência! O lema é ganhar mais e mais dinheiro, dar ao filho presentes e se justificar dizendo: não sei o que esta acontecendo com o meu filho/a ele tem tudo que não tive! Esqueceram o amor, a atenção, esqueceram do NÃO! Uma sociedade doente vale-se pelo que se tem de material.
Vivemos encarcerados pelas grades de nossas casas. Hoje se quer conhecemos e falamos com o nosso vizinho de porta! Todos têm medo, andam desconfiados e se dizem nada terem haver com tanta injustiça e violência. Esquecem que cada um tem o seu papel de cidadão, não querem nem ouvir falar em política, mas tudo é política. O que me assusta é que as pessoas já não ficam surpresas com os fatos violentos, eles estão virando rotina e o fato de cada um olhar apenas para o seu umbigo esta transformando a sociedade de consumo em comodista e corroendo o seu caráter!Faz-se necessário preparar os professores/educadores/cidadãos, urgentemente, para que consigam a transformação necessária. É preciso um olhar holístico, para que se possa plantar a semente e cuidar para que ela floreça e dêem frutos de paz. Como disse Elisa Lucinda “Sei que não dá para mudar o começo. Mas se a gente quiser, vai dar pra mudar o final!”

07 dezembro 2009

Amigos - Vinicius de Moraes


Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles. A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências... A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar. Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabemque estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí,e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida. Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado.Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo. Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer... Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente, os que só desconfiam - ou talvez nunca vão saber -que são meus amigos!

05 dezembro 2009

Clemilda




Que Deus Ilumine o teu caminho e que vc seja muito feliz.
Feliz aniversário!

04 dezembro 2009

Tocando em Frente

Sou apaixonada por esta música, letra e melodia, composta por Almir Sater e Renato Teixeira
Quero e preciso andar devagar, mas o ritmo é acelerado demais;
Carrego comigo um sorriso, mas, as vezes, ainda, choro;
Realmente me sinto mais forte, mas feliz quem sabe;
Conheço as manhas, mas as manhãs são sempre um desafio;
Sei que é preciso amar, mas tenho medo da dor;
Sei que as tempestades são necessárias para o amadurecimento/crescimento;
Sei que não quero apenas cumprir a vida;
Quero viver, quero sentir, quero fomentar a vida;Sei que o caminho é longo, mas é necessário percorre-lo;
Sei que um dia todos iremos embora, mas que não seja por agora;
Sei que preciso repensar meus erros e relembrar meus acertos;
Sei que devo entender que erros, acertos, fracassos e vitórias fazem parte da minha história, a história da minha;
Sei que a paz é sempre o melhor caminho;
Sei que amigos são importantes;
Sei que a minha felicidade depende de mim;
Sei que perdoar e respeitar é fundamental;
Sei que a família é a base de tudo;
Sei que é preciso ter fé;
Sei que aprendemos algo todos os dias;
Sei que todos têm algo a ensinar;
Sei que apesar das diferenças somos iguais;
Na verdade a única certeza é de que "nada sei"...

VOLTE SEMPRE

Leve-me com vc - Presente da Majoli

Loading...